quarta-feira, 25 de março de 2015

PREFEITO JOSÉ VANDERLEI, 1ª DAMA APARECIDA CARVALHO E SECRETÁRIOS PARTICIPARAM DO 2º CONGRESSO DOS MUNICIPIOS PERNAMBUCANO

Na manhã desta terça-feira (24), durante o 2º Congresso Pernambucano de Municípios, ocorreu no auditório Tabocas do Centro de Convenções a palestra “Financiamento e gestão da educação básica”, realizada com a participação do vice governador do estado de Pernambuco, Raul Henry, o secretário estadual de educação, Fred Amâncio, o presidente do FNDE (Fundo Nacional  de Desenvolvimento da Educação), Idilvan de Lima Alencar e o presidente da UNDIME, Horácio dos Reis. As discussões abordaram as políticas de educação básica em nível federal, estadual e municipal, tendo como foco as estratégias de ação para o ensino básico e uma melhoria nos índices educacionais do país.

O vice governador do estado falou da necessidade do investimento urgente na educação, que tem como consequências a elevação de renda, aumento do PIB, ganhos com saúde, educação, saúde, segurança, a consolidação da atividade democrática e a redução das desigualdades sociais. Raul Henry considerou os avanços conquistados durante os últimos vinte anos, mas alertou sobre uma série de problemas que precisam ser encarados, como a taxa de anafalbetismo funcional no país e o “apartheid educacional” existente, com a qualidade do ensino privado bem acima do ensino público, gerando uma cadeia de desigualdade que priva muitos brasileiros das oportunidades de melhoria de vida. Ele ainda exigiu do governo federal que colabore de modo suplementar com os profissionais de educação, em paralelo às ações desenvolvidas pelos governos estaduais e municipais.

O secretário Fred Amâncio destacou a importância das políticas educacionais desempenhadas nos últimos anos pelo governo estadual, se dividindo em eixos estratégicos que contemplam ações de infraestrutura, insumos pedagógicos, formação docente e o aprimoramento do ensino médio e integral. Amâncio ainda ressaltou a importância da aproximação entre os estados e municípios com o FNDE, e concluiu afirmando que apesar dos avanços que o estado obteve na educação recentemente, é preciso buscar melhorias.

Idelvan de Lima Alencar, presidente do FNDE, mapeou os principais programas desenvolvidos pelo órgão juntamente com o Ministério da Educação nos últimos anos, como o FIES, o Plano de Transporte Escolar, o novo Projeto de Creches, que será lançado em breve pelo governo e as estratégias para facilitar a prestação de contas e a solução de problemas no que diz respeito a gestão da educação. Já Horácio dos Reis, presidente da UNDIME, criticou os modelos de gestão no Brasil, ao afirmar que a educação nunca foi prioridade. Cobrou cooperação entre os entes federados da nação na perspectiva de atribuir à educação maior volume de investimentos, atenção e cuidado pelo poder público.

Fonte: www.amupe.org
Foto: Marta Cristina

Nenhum comentário:

Postar um comentário