quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

INSTITUIÇÕES BENEFICENTES RECEBEM DOAÇÃO DA COWPARADE


O Recife também ganhou uma vaquinha que fez parte da exposição. A obra assinada pelo artista David Munster está na Praça Tiradentes, no Bairro do Recife. (Foto: Antônio Tenório/PCR)

A renda obtida com o leilão das vaquinhas coloridas, que tomaram as ruas do Recife em outubro de 2017, já está fazendo a diferença para quem é atendido pelo Movimento Pró-Criança, Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer (GAC) e pela Casa do Amor.

Na tarde desta quarta-feira (28), CowParade e a Extrafarma, patrocinadora do evento na capital pernambucana, fizeram a entrega simbólica de cerca de R$ 95 mil para cada uma das instituições. Durante o evento, realizado na sede da Prefeitura do Recife, também foi doado à capital pernambucana uma das escultura que fez parte da exposição. A obra assinada pelo artista David Munster foi colocada na Praça Tiradentes, no Bairro do Recife.

A entrega simbólica dos cheques aconteceu no gabinete da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer e foi acompanhado pela gestora da pasta, Ana Paula Vilaça e a Primeira Dama Cristina Melo. A secretária falou que a exposição marcou a cidade, com suas esculturas que caíram nas graças da população e ainda por seu importante papel social. "Foram 58 vacas distribuídas em vários espaços públicos da nossa cidade.

Os locais foram escolhidos a dedo, para que as pessoas pudessem visitar nossas praças e parque públicos, assim como tirar fotos, interagir e divulgar as obras. Houve uma dimensão social. Hoje estamos aqui fazendo essa entrega dos recursos arrecadados a três entidades. Tudo isso é fruto de um engajamento da sociedade civil em ajudar e participar do leilão", afirmou.

A secretária também agradeceu a vaquinha doada pela organização do evento à capital pernambucana. A obra intitulada Psycow, criada e produzida pelo artista David Munster, não integrou o leilão. "Agora o Recife ganha mais um presente, que é uma vaquinha que vai ficar na praça Tiradentes [no Bairro do Recife]. Ela ficar na memória da nossa cidade, para que as pessoas possam aproveitar a obra e lembrar desse grande evento", disse.

Para a sócia diretora Top Trends e organizadora do evento, Catherine Duvignau, a 11ª edição da CowParade foi um grande sucesso devido ao envolvimento da sociedade civil e ao colorido especial das esculturas. "O colorido nas artes que recebemos dos artistas pernambucano foi um diferencial. Tudo o que tem aqui em Pernambuco foi muito bem representado nas vaquinhas. Isso foi um grande diferencial. A população também curtiu muito a exposição e houve uma grande adesão da sociedade civil, através do leilão. Nós tivemos um recorde de arrecadação. Todo esse sucesso foi devido ao envolvimento da sociedade civil com as causas das crianças, jovens e idosos atendidos por essas entidades", comentou.

Em discurso emocionado, o coordenador e fundador da Casa do Amor, Daniel Rolim, disse que o dinheiro chegou em boa hora para a entidade que corria o risco de encerrar as atividades. "Estamos muito felizes com essa exposição. Se não fosse vocês, agora estaríamos de portas fechadas. Esse dinheiro garantiu o pagamento de todos os nossos funcionários até junho. Quero agradecer de coração a todos", frisou Rolim.

A entidade atende 12 idosos em sua sede, localizada no bairro do Arruda. A presidente do GAC, Vera Morais, e a assessora da presidência do Movimento Pró-Criança, Roseângela Almeida, também agradeceram e ressaltaram que o recurso será usado em novos projetos das instituições.


“A doação final do valor arrecadado com a venda das obras a projetos importantes de responsabilidade social, é o principal legado e presente da Extrafarma para Recife e Pernambuco, região que nos recebeu bem e onde queremos estar cada vez mais próximos das pessoas”, declarou André Covre, diretor-superintendente da Extrafarma.

A CowParade, uma das maiores exposições de arte de rua do mundo, contou com apoio da Prefeitura do Recife por meio da Serutel. A mostra teve 58 vacas pintadas por artistas pernambucanos e alunos de escolas municipais. As esculturas foram espalhas em pontos estratégicos por toda a cidade, embelezando ruas, avenidas, parques, praças e centro comerciais. Depois de mudar positivamente a paisagem de vias e logradouros da capital por mais de um mês, as peças foram lavadas a leilão, com o foco em promover a responsabilidade social.


História de sucesso

A CowParade surgiu em 1998, quando o artista suíço, Pascal Knapp criou diversas esculturas em formato de vaca com a intenção de provocar o riso. Em 2000, os direitos das esculturas de Knapp foram comprados pelo americano Jerry Elbaum que fundou a CowParade Holding Inc.

Desde então, foram criadas mais de 5 mil esculturas de vacas em todos os continentes. No Brasil, o evento é idealizado pela Toptrends, empresa brasileira criada, em 2004, com a missão de democratizar a arte e a cultura através de projetos especiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário