quarta-feira, 9 de março de 2016

CASO DE POLÍCIA: POLICIAMENTO DEBELA PONTO DE DROGAS NO CENTRO DE TUPARETAMA


Após diversas denúncias de que no endereço da Rua da Matriz, no centro de Tuparetama, havia intensa comercialização de drogas, durante toda manhã desta terça feira 08, a equipe Malhas da Lei juntamente com policiais militares da 3°CPM sob o comando da Cap Myrelle, realizaram monitoramento, ocasião em que foi visualizado grande movimentação no endereço citado, e por volta das 13:00h, o menor W. C.T.X, 17 anos, natural de Tuparetama, saiu da casa suspeita portando 51g de maconha solta e pronta pra uso, incontinente foi realizado a abordagem na residência, onde dentro de um puf (banco), no interior do quarto, foi encontrado uma sacola contendo aproximadamente 300 g da mesma droga ( maconha).

A responsável pela casa, Maria José da Silva, natural de Santa Cruz do Capibaribe foi localizada na cidade de Tuparetama e os menores A.J.A.S 15 anos, natural de Caruaru e R.J.S, 16 anos, natural de Juazeirinho-PB são os suspeitos da comercialização do entorpecente e no momento da abordagem estavam dentro da residência.

A ocorrência foi encaminhada a DP de Tuparetama para as devidas medidas legais.

-"A grandeza da ação está em termos conseguido, através de um paciente serviço de inteligência, acabar com um ponto de comercialização de drogas, no centro da cidade de Tuparetama, a cerca de 100 metros da igreja Matriz. Acabar com esse antro, nos engrandece e nos faz ter a certeza do dever cumprido. Muito obrigada aos meus caros colegas e amigos que estiveram comigo na ação." Disse a Capitã Myrelle em sua página pessoal no Facebook.

Um comentário:

  1. quero parabenizar os policiais por ter conseguido impedir que essa droga fosse consumida ou comercializada,mas há um grande agravante,estão acusando uma mulher TOTALMENTE INOCENTE de ser traficante.Aqui todos sabem do passado dela que é uma trabalhadora que vive na labuta diária tentando conseguir o pão de cada dia.É lamentável e frustrante o que ela está passando sendo TOTALMENTE INOCENTE DO QUE ESTÁ SENDO ACUSADA,mas ainda assim eu acredito na justiça e sei que logo ela provará sua INOCÊNCIA.

    ResponderExcluir